Estrutura

Comitês Permanentes de Ação

Responsáveis por desenvolver projetos e advocacy em seus respectivos eixos, além de supervisionar e orientar intervenções sociais de impacto efetivo.

Comitê Permanente de Saúde Pública (Standing Committee on Public Health – SCOPH);

Comitê Permanente de Saúde Reprodutiva e Sexual, Incluindo HIV/AIDS (Standing Committee on Sexual and Reproductive Health including HIV/AIDS – SCORA);

Comitê Permanente de Direitos Humanos e Paz (Standing Committee on Human Rights and Peace – SCORP);

Comitê Permanente de Educação Médica (Standing Committee on Medical Education – SCOME).

 

Comitês Permanentes de Intercâmbio

Designados a oferecer suporte e viabilizar intercâmbios clínico-cirúrgicos e de pesquisa, ofertando estrutura logística e capacitação a outgoings e incomings.

Comitê Permanente de Intercâmbios Clínico-Cirúrgicos (Standing Committee on Professional Exchange – SCOPE)

Comitê Permanente de Intercâmbios de Pesquisa (Standing Committee on Research Exchange – SCORE)

Comitê Permanente de Intercâmbios Nacionais (Standing Committee on National Exchange – SCONE)

 

Divisões de Suporte

Espaços de estratégia, encarregados de interlocução e coordenação de atividades a respeito de setores específicos da instituição.

Divisão de Suporte de Treinamentos (Training Support Division – TSD)

Divisão de Suporte de Alumni* (Alumni Support Division – ASD)

Divisão de Suporte de Publicação e Pesquisa (Publication and Research Support Division – PRSD)

Divisão de Suporte de Projetos (Project Support Division – PSD)

*Alumni compreende a comunidade de membros filiados já graduados em medicina.

 

Setor Administrativo

A Diretoria Executiva Nacional da IFMSA Brazil possui, atualmente, seis cargos administrativos:

Presidente Nacional – representante máximo da IFMSA Brazil junto à IFMSA e responsável jurídico da organização;

Vice-presidente para Assuntos Internos (VPI) – substituto jurídico imediato e responsável pela gestão de membros e filiação de novas escolas médicas;

Vice-presidente para Assuntos Externos (VPE) – responsável por comunicação social, representatividade externa e marketing;

Secretário Geral (SG) – responsável pela administração burocrática e organização de documentos;

Diretor Financeiro Interno (DFI) – responsável pela gestão de investimentos e aplicações financeiras da instituição;

Diretor Financeiro Externo (DFE) – responsável pelas movimentações financeiras e controle do fluxo de caixa.

Os Comitês Locais costumam adotar estrutura administrativa semelhante, com Presidente Local (LP), Vice-presidente Local para Assuntos Internos (LVPI), Vice-presidente Local para Assuntos Externos (LVPE), Secretário Geral Local (LSG) e Diretor Financeiro Local (LDF).

 

Órgãos Colegiados:

Conselho Supervisor (SupCo) – encarregado das investigações e processos administrativos;

Conselho Fiscal (FisCo) – incumbido da aprovação ou reprovação de contas de gestão e demais operações financeiras;

Comissão de Reforma e Elaboração de Documentos (CRED) – responsável pela sistemática revisão e proposição de alterações regimentais.